N Engenheiros
“Vamos ser Geoparque Algarvensis: o que é isso?” em exposição no concelho de Albufeira

De 8 de fevereiro e 3 de março, a exposição “Vamos ser Geoparque Algarvensis: o que é isso?”, vai estar em Paderne, Ferreiras e Albufeira. O Geoparque Algarvensis foi já aceite como Geoparque aspirante à Rede Global de Geoparques da UNESCO e compreende os municípios de Loulé, Silves e Albufeira. Para dar a conhecer este projeto, os três municípios envolvidos prepararam uma exposição itinerante com o objetivo de convidar a “viver o território e ligá-lo às gerações vindouras”.

 

Vidreira Louletano

Infiltração Zero

De 8 de fevereiro e 3 de março, a exposição “Vamos ser Geoparque Algarvensis: o que é isso?”, vai estar em Paderne, Ferreiras e Albufeira. O Geoparque Algarvensis foi já aceite como Geoparque aspirante à Rede Global de Geoparques da UNESCO e compreende os municípios de Loulé, Silves e Albufeira. Para dar a conhecer este projeto, os três municípios envolvidos prepararam uma exposição itinerante com o objetivo de convidar a “viver o território e ligá-lo às gerações vindouras”.

O Geoparque Algarvensis foi já aceite como Geoparque aspirante à Rede Global de Geoparques da UNESCO. É um projeto ambicioso de desenvolvimento integrado do território, que partindo do património geológico visa dar novas vidas a estes territórios, tornando-os num destino apetecível para investir, viver e visitar de modo sustentado e alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). Compreende os municípios de Loulé, Silves e Albufeira.

Para dar a conhecer este projeto, os três municípios envolvidos prepararam uma exposição itinerante sobre o tema “Vamos ser Geoparque Algarvensis: o que é isso?”. Depois de Loulé e de Salir, é a vez de Albufeira, entre 8 de fevereiro e 3 de março. A exposição vai estar em Paderne (de 8 a 14 de fevereiro no edifício da Junta de Freguesia), Ferreiras (de 15 a 21 de fevereiro, no edifício da Junta de Freguesia) e em Albufeira, de 22 de fevereiro a 3 de Março nos Paços do Concelho.

No que diz respeito a Albufeira, o que está em foco é o Planalto do Escarpão, maioritariamente em Paderne, sendo o local do Algarve oriental com o corte geológico mais completo e representativo do Jurássico Superior, não só pela unidade geológica dos Calcários do Escarpão, mas por ser neste local onde se pode estudar cinco formações geológicas distintas: a mais antiga é a do Peral, seguindo-se a formação da Jordana, a formação do Cerro da Cabeça, a formação do Escarpão e, por último, a formação dos Calcários com Anchispirocyclina lusitânica. Refira-se que este local foi há milhões de anos um espaço de mar, tendo os seus sedimentos dado origem a estas formações geológicas, havendo assim no território excelentes vestígios desse mar do tempo dos dinossauros.

A apresentação será em Paderne, a 8 de fevereiro. O ponto de encontro é no Largo João Campos às 14h00, frente ao Monumento ao Músico e ao som da Banda da Sociedade Musical e Recreio Popular de Paderne, todos os presentes seguem em cortejo até à sede da Junta de Freguesia, onde se encontra a exposição, no primeiro andar. Depois, às 15h00, no Salão D. Paio Peres Correia da Caixa de Crédito Agrícola de Paderne os presentes ficarão a conhecer a experiência de empresários que já operam noutros geoparques da UNESCO.

Após a freguesia de Paderne, onde a exposição ficará patente até 14 de fevereiro, segue para Ferreiras, onde ficará de 15 a 21 de fevereiro e por último, entre 22 de fevereiro e 3 de março, nos Paços do Concelho. Depois de Albufeira, a exposição segue para o concelho de Silves.

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 11 horas

Há: 12 horas

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.