N Engenheiros
Concertos e atividades pedagógicas no XVIII Encontro de Música Antiga de Loulé “Francisco Rosado”

Com 18 anos de existência e uma nova diretora artística – a flautista Ana Figueiras, de 2 a 30 de outubro, o Encontro de Música Antiga de Loulé “Francisco Rosado” leva às igrejas do Concelho de Loulé uma programação de excelência que traz ao Algarve os melhores solistas e grupos que pretendem divulgar repertório situado entre a Idade Média e finais do século XVIII, tendo sempre presente a preocupação com interpretações historicamente informadas, tanto a nível da música vocal como da instrumental.

Vidreira Louletano

Infiltração Zero

Com 18 anos de existência e uma nova diretora artística – a flautista Ana Figueiras, de 2 a 30 de outubro, o Encontro de Música Antiga de Loulé “Francisco Rosado” leva às igrejas do Concelho de Loulé uma programação de excelência que traz ao Algarve os melhores solistas e grupos que pretendem divulgar repertório situado entre a Idade Média e finais do século XVIII, tendo sempre presente a preocupação com interpretações historicamente informadas, tanto a nível da música vocal como da instrumental.

O programa desta edição integra, mais uma vez, uma componente pedagógica, de forma a criar um público atento e esclarecido, apreciador de um género musical.

No arranque do evento, a 2 de outubro, a Igreja de Nossa Senhora da Assunção, em Querença, recebe o músico sevilhano Emilio Villalba com o concerto “Secretos Medievales /El sonido olvidado”. Segredos esquecidos do artesanato musical medieval ganham vida neste espetáculo composto por peças musicais de cariz andalusí até refinadas composições de trovadores da Europa central.

A 8 de outubro, o Ensemble de Flautas de Loulé, do Conservatório de Música de Loulé, junta-se ao Ensemble Pictórico, da Escola de Música do Conservatório Nacional, para um concerto de música vocal e instrumental do Período Barroco, que terá lugar na Igreja de S. Sebastião, em Boliqueime. O repertório passará por nomes de realce como Claudio Monteverdi, Henri Purcell e G.F. Handël, entre outros grandes compositores do Barroco inicial e tardio.

O Artemandoline Baroque Ensemble leva à Igreja de Nossa Senhora da Assunção, em Alte, no dia 16 de outubro, “Le monde des salons”. A música puramente instrumental para bandolim alcançou um alto grau de perfeição no século XVIII. O ambiente requintado dos salões intelectuais e mansões deu uma nova direção artística à música do tempo, revolucionando o gosto e a sensibilidade de um público mais vasto. É esta a proposta do grupo para este Encontro.

“O Espelho Quebrado” é o nome do espetáculo que Arte Mínima, projeto dirigido por Pedro Sousa Silva, irá apresentar na Igreja de S. Lourenço, em Almancil, a 22 de outubro. Trata-se de um concerto de flauta em trio com canto e alaúde – repertório para alaúde e voz.

O trio Os Músicos do Tejo apresenta um concerto com dois cravos e uma flauta de bisel, numa viagem musical imperdível que acontece a 23 de outubro, na Igreja de S. Francisco, em Loulé.

A obra-prima do ilustre compositor Johann Sebastian Bach, composta no fim de sua vida, deixa-nos perplexos pela sua perfeição e pelos enigmas musicais do seu legado. 270 anos mais tarde, o agrupamento brasileiro Quinta Essentia apresenta na Igreja Matriz de Loulé esta grande obra em instrumentos históricos. É no dia 29 de outubro.

O último concerto do XVIII Encontro de Música Antiga de Loulé acontece na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Quarteira, a 30 de outubro, com o Grupo de Música Antiga 1500. Esta formação vocal e instrumental dedicada à interpretação da música antiga traz o concerto “Do Divino e o Mundano”, uma peregrinação sonora do século XIII ao XVI. O seu repertório compreende desde a música composta nos séculos centrais e finais da Idade Média, até à música do Renascimento e primeiro Barroco, tomando como referência o ano de 1500, que dá nome ao grupo.

Todos os concertos têm início às 21h30 e entrada livre.

Recorde-se que, durantes estes anos, uma cuidadosa escolha de Francisco Rosado, diretor artístico dos Encontros, falecido em setembro de 2015 e que foi o grande mentor deste evento desde a sua génese, tem permitido ao Município de Loulé receber importantes grupos de Portugal, Espanha, Itália, França, Bélgica, Holanda, entre outros, aliando um programa complementar de atividades pedagógicas com diversos workshops e masterclasses. Nesse sentido, a Autarquia de Loulé irá, de novo, prestar homenagem ao homem que elevou o nome deste evento, passando agora a designar-se por Encontro de Música Antiga de Loulé “Francisco Rosado”.

Uma vez que acontece em outubro, fora da chamada “época alta” da animação na região, este Encontro de Música Antiga constituiu mais uma oportunidade para o público algarvio e para os turistas estrangeiros que visitam a região nesta altura do ano poderem disfrutar de espetáculos de grande qualidade e, simultaneamente, apreciar a riqueza do património eclesiástico concelhio.

Pedagogia no Programa do Encontro

Paralelamente aos concertos, o programa deste Encontro integra também iniciativas pedagógicas dirigidas não só a quem exerce a sua atividade na área da música mas também ao público em geral interessado nestas matérias.

No fim de semana de 15 e 16 de outubro, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00, o Conservatório de Música de Loulé recebe o Workshop de Manutenção de Flautas, por Julie Dean. Esta é uma das poucas professoras no Reino Unido a lecionar o Método Suzuki para flauta de bisel. Dirige ainda uma loja online, através da qual realiza reparações e manutenções de flautas, e vai estar em Loulé a falar sobre a sua experiência nesta área.

Pedro Sousa Silva apresenta a 23 de outubro, a partir das 10h00, na Sala Polivalente do Museu Municipal de Loulé, o Seminário sobre “Ornamentação Barroca”. Doutorado em Música pela Universidade de Aveiro, com uma tese que discute a interação entre teoria e prática na interpretação de música do Renascimento, como flautista, é frequentemente convidado nos mais diversos contextos em vários países da Europa. Presentemente tem dedicado especial atenção aos seus projetos A Imagem da Melancolia, Arte Minima e Mi contra Fa.

É professor adjunto na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo (Porto), integra o centro de investigação CESEM da Universidade Nova de Lisboa e tem dedicado grande atenção ao imenso reportório inédito contido nas fontes portuguesas dos séculos XVI e XVII.

Finalmente, no dia 30 de outubro, Renata Pereira será a responsável pela Masterclass de Flauta de Bisel, que acontece das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00, no Conservatório de Música de Loulé.

Graduada em Flauta de Bisel, pela Escola de Música de Belas Artes do Paraná, enquanto docente usa o Método Suzuki, sendo fundadora. Como solista foi premiada em concursos destacando. Desde 2006 é flautista e fundadora do Quinta Essentia.

Inscrições e mais informações através do telefone 289 400 880.

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 19 horas

Há: 1 dia

Há: 2 dias

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.