Criação de novas empresas aumenta 9,1% e insolvências caem 12,7%

As insolvências de empresas diminuíram 12,7% em 2017 face a 2016, para 6.284, tendo as novas empresas constituídas aumentado 9,1%, para 40.465, segundo dados divulgados pela Iberinform Crédito y Caución.

As insolvências de empresas diminuíram 12,7% em 2017 face a 2016, para 6.284, tendo as novas empresas constituídas aumentado 9,1%, para 40.465, segundo dados divulgados pela Iberinform Crédito y Caución.

Os distritos de Lisboa e do Porto destacaram-se com o maior número de insolvências - 1.683 e 1.330 respetivamente - o que, ainda assim, representa diminuições de 2,4% e de 15,4% face a 2016.

Já os distritos com decréscimos mais significativos em 2017 foram Angra do Heroísmo (-64,3%), Coimbra (-40,6%), Beja (-37,8%), Ponta Delgada (-35,8%) e Castelo Branco (-31,6%), enquanto os distritos com maior aumento de empresas insolventes foram Faro (17,2%), Portalegre (12,5%) e a Madeira (1,1%).

Numa análise por setores, verifica-se que todos apresentaram um decréscimo de insolvências, com as maiores variações a serem registadas na eletricidade, gás e água (-18,5%), construção e obras públicas (-17,4%), transportes (-15,7%), comércio de veículos (-15,8%), comércio a retalho (-14%), comércio por grosso (-13,5%) e agricultura, caça e pesca (-13,5%).

De acordo com a Iberinform, em 2017 registaram-se 3.312 declarações de insolvência (DI), menos 158 do que em 2016 (redução de 4,6%), tendo o ano terminado com uma redução homóloga de 20,7% das declarações de insolvência requeridas (DIR), para um total de 1.410 (menos 369).

No período em análise registaram-se ainda 1.450 declarações de insolvência apresentada (DIA), menos 385 do que em 2016 (quebra de 21%), e foram aprovados 112 planos de insolvência, mais um que em 2016.

"O balanço total das ações apresentadas traduz-se em menos 911 insolvências do que em 2016", lê-se no estudo hoje divulgado.

No que se refere às constituições de empresas, aumentaram 9,1% em 2017, para um total acumulado de 40.465, mais 3.382 empresas do que no ano anterior.

O número "mais significativo" de constituições foi registado em Lisboa, com 13.687 novas empresas constituídas (aumento de 14,5% relativamente a 2016), tendo o distrito do Porto registado 7.107 novas constituições, mais 5% do que em 2016.

Braga surge na terceira posição, com 2.963 novas empresas constituídas e um crescimento de 5,4%, seguida pelos distritos de Setúbal, com 2.748 constituições e um aumento de 18,3%, e de Faro, que totalizou 2.256 novas empresas e um crescimento homólogo de 20%.

Analisando o peso de cada distrito no total das constituições em 2017, Lisboa lidera com 33,8%, seguida do Porto (17,6%), Braga (7,3%), Setúbal (6,8%), Faro (5,6%) e Aveiro (4,8%).

Já numa análise de peso comparativo em relação a 2016, 10 distritos mantiveram o seu peso relativo no total, oito decresceram (com destaque para Aveiro, Porto e Santarém) e os maiores aumentos aconteceram em Lisboa (+1,6%), Faro e Setúbal (+0,5%).

Os setores com maior peso nas constituições foram outros serviços (47,3%), hotelaria/restauração (12,3%) e construção e obras públicas (8,6%), sendo que as descidas mais significativas se verificaram no comércio a retalho (de 10,3% em 2016 para 8,8% em 2017), comércio por grosso (de 7,3% para 6,5%) e indústria transformadora (de 6,5% para 5,8%).

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 1 hora

Há: 11 horas

Há: 13 horas

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.