N Engenheiros
Peso da renda nos rendimentos dos portugueses nos 21,1%

O peso da renda na carteira dos portugueses recuou para 21,1%, no último ano, ficando abaixo da média europeia. Espanha é o Estado-membro onde essa percentagem é maior.

 

Vidreira Louletano

Infiltração Zero

Portugal está a meio da tabela europeia no que diz respeito ao peso da renda da casa sobre os rendimentos das famílias. Segundo os dados do Gabinete de Estatísticas da União Europeia, no último ano, os portugueses gastaram para esse fim, em média, 21,1% do seu rendimento, valor que fica abaixo da média europeia que é de 23,8%.

O Eurostat adianta que nos polos dessa tabela, estão Espanha (país onde o peso em causa é maior) com 32,1%, e Malta (país onde o peso referido é menor) com 7,6%.

Por cá, os 21,1% agora registados representam um recuo face aos 22,6% verificados em 2016.

Esta evolução contraria a tendência de crescimento que tem sido registada ao nível dos valores da renda. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística, as rendas têm vindo a aumentar, nos últimos anos, e deverão voltar a subir 1,15% no próximo.

Para explicar a evolução destacada pelo Eurostat contribui, por outro lado, a evolução dos rendimentos das famílias nacionais, que têm vindo a subir de forma gradual. No segundo trimestre deste ano, um português ganhava em média 887 euros, todos os meses, o valor mais alto deste o quarto trimestre de 2011.

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 1 hora

Há: 6 horas

Há: 4 horas

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.