N Engenheiros
Volta a Portugal em Bicicleta vale 84,5 milhões de euros

Comunicado hoje emitido revela que impacto cresceu 25%.

Vidreira Louletano

Infiltração Zero

O impacto mediático da 78ª Volta a Portugal Santander Totta, realizada entre 27 de julho e 7 de agosto, revela o interesse continuado e cada vez mais apaixonado dos portugueses.

Segundo um estudo da Cision, o impacto financeiro mediático foi de 84,5 milhões de euros gerado pela prova através da presença nos diferentes órgãos de informação, o que corresponde a um aumento de 25% face ao ano passado. Este estudo encomendado pela Podium Events, organizadora do evento, foi realizado entre janeiro e setembro deste ano para avaliar o potencial mediático da Volta a Portugal 2016.

A Cision, empresa especialista na avaliação das informações difundida pelos meios de comunicação social, avaliou ainda a atenção dada pelos portugueses à prova mais importante do calendário nacional e concluiu que, pelo menos, 76% da população portuguesa esteve exposta, através dos média, à Volta a Portugal Santander Totta. E mais: a Volta chegou a cada uma dessas pessoas, em média, 81 vezes durante o período analisado. Esta presença nos média traduz-se em 87,1 milhões de pessoas em contacto com o evento.

Este aumento significativo do impacto da prova resulta da estratégia da organização nomeadamente o forte investimento em novos e melhores conteúdos nas plataformas digitais e de um novo plano de meios elaborado com o apoio da Nova Expressão, onde se destaca a parceria com a Global Media, grupo que, entre outros, detém os jornais JN, DN e O Jogo.

Ao longo dos nove meses em análise, a 78ª Volta a Portugal Santander Totta, que coroou Rui Vinhas (W52/FCPorto) como vencedor, foi identificada em 4614 notícias, o que resulta num valor publicitário equivalente a 80,2 milhões de euros. Estes números são surpreendentes face à comparação com o valor do investimento efetivo de 4,3 milhões de euros em publicidade. Da análise e cruzamento de todos os dados, a Cision garante que o rasto gerado pela prova nos diferentes órgãos de informação pode ser traduzido num impacto financeiro de 84,5 milhões de euros.

 

Delmino Pereira reeleito Presidente da Federação

Delmino Pereira foi ontem reeleito Presidente da União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo, durante a Assembleia Geral Eleitoral, que se realizou na sede federativa, em Lisboa.

O recandidato encabeçou a única lista que concorreu ao ato eleitoral. Delmino Pereira foi eleito com 35 votos. Houve dois nulos e seis brancos.

A lista candidata à Direção teve 34 votos, registando-se três nulos e seis brancos.

A candidatura para a Mesa da Assembleia Geral, encabeçada por Artur Lopes, recolheu, 35 votos, havendo três nulos e cinco brancos.

A lista para o Conselho Fiscal, encimada por Luís Caleia Rodrigues, obteve 37 votos, sendo contabilizados ainda dois nulos e quatro brancos.

O Conselho de Disciplina, presidido por José Arrais de Melo e Castro, foi eleito com 35 votos, aos quais se somaram três nulos cinco brancos.

A lista para o Conselho de Justiça, liderada por Paulo Jorge Mendes, recebeu o voto de 36 delegados, tendo um nulo e seis brancos.

Francisco Manuel Fernandes foi reconduzido na presidência do Conselho de Arbitragem com 34 votos, registando-se um nulo e oito brancos.

Os Órgãos Sociais tomaram imediatamente posse para o mandato que corresponde ao ciclo olímpico 2016-2020.

 

Órgãos eleitos

Presidente da UVP-FPC: Delmino Albano Magalhães Pereira

 

Direção

Presidente: Delmino Albano Magalhães Pereira

Vice-Presidente: José Diogo Calado

Vice-Presidente: Sandro Daniel dos Santos Gonçalves Araújo

Diretor: Rafael Martins Fernandes

Diretor: Luís Nuno Canelas Guégués

Diretor: Duarte Nuno Pereira Marques

Diretor: Sérgio Ferreira de Sousa

Diretor: Jorge Paulo Tomás Pina

Diretor: Paulo José Gomes Belo

 

Mesa da Assembleia Geral

Presidente: Artur Manuel Moreira Lopes

Vice-Presidente: Leonel Miranda

Secretário: José Henrique Silva Carlos Soares

 

Conselho Fiscal

Presidente: Luís Filipe Caleia Rodrigues

Vogal: Manuel José de Almeida Oliveira

Vogal: Vítor José de Sousa Cabrita

Suplente: Manuel Albertino Machado de Almeida

 

Conselho de Disciplina

Presidente: José Maria Cabral Arrais de Melo e Castro

Vogal: Hugo Filipe da Silva Henriques Dias

Vogal: André Gaspar Martins

 

Conselho de Justiça

Presidente: Paulo Jorge Osório Mendes

Vogal: Ângela Ivone Rodrigues Oliveira

Vogal: Rui Miguel Meira Barreira

 

Conselho de Arbitragem

Presidente: Francisco Manuel Costa Fernandes

Vogal: Vasco Gonçalves Oliveira Santos

Vogal: João dos Santos Lourenço

Vogal: Francisco Orlando Marinho

Vogal: Jorge Manuel Vassalo Oliveira

Suplente: Carlos Lopes Guimarães

Suplente: Alberto Manuel Dias Mestre 

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 1 dia

Há: 2 dias

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.