N Engenheiros

Biblioteca Municipal de Faro promove encontro com Daniel Blaufuks e restante programação online

A Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa, dando continuidade ao seu trabalho de promoção do livro e da leitura, está a readaptar o seu trabalho de programação, face à atual situação sanitária, recorrendo ao on line e publicações nas páginas do facebook, continuando a oferecer ao seu público (infantil, juvenil e adultos) um conjunto diverso de serviços e actividades.

Da programação para fevereiro destaque:

No dia 4 de fevereiro, pelas 19h00, Encontro com o escritor Daniel Blaufuks, moderado por Ana Isabel Soares. O escritor comunicará com todos os nossos leitores, via ZOOM. Terão de ser feitas inscrições para: biblioteca.arquivo@cm-faro.pt, até ao dia 2 de fevereiro. O link para assistir, será enviado no dia 3 de fevereiro, a todos os inscritos.

De 8 a 12 de fevereiro, terá lugar a Semana dos Caçadores d’Arte II, sempre às 18h, com várias atividades disponíveis na página de facebook da Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa.

A Semana começa no dia 8 com a Hora do Conto On Line, onde, a partir da história O Ponto de Peter H. Reynolds, Leonor Rocha vai lançar-vos o desafio de criarem personagens e escreverem um micro conto inspirado em contos tradicionais; no dia 9, Hora do Conto on line – com a história O Pássaro da Alma de Michal Snunit, através da qual exploram-se técnicas de expressão corporal, em sessão dirigida pelo Prof. Fernando Cabral; no dia 10, Visita Virtual à Exposição Caçadores d’Arte II, uma mostra de trabalhos realizados pelas escolas e instituições locais, no âmbito deste projeto; no dia 11, mais uma Hora do Conto online – com a história O Monstro das Cores de Ana Llenas, onde se explora algumas técnicas teatrais com Inês Gonçalves e, por fim, no dia 12, Biblioterapia e Cromoterapia, com base na história O Vazio, de Isabel Llenas, onde a terapeuta Vanda Santa Rita, promove a descoberta das emoções com recurso àquelas técnicas.

A atual situação pandémica obriga a readaptar não só as formas de trabalho, mas também todos os conteúdos de programação, utilizando os meios digitais, de forma a continuar a afirmação fsa Biblioteca como um equipamento cultural, em permanente reinvenção, atuante e indispensável na divulgação e promoção do livro e da leitura.

Ademar Dias

Partilha este artigo