N Engenheiros

“Faro Convention International Conference – Warm Up Meeting” a 27 de outubro

O Teatro Lethes vai receber na quarta feira, dia 27 de outubro, a partir das 09h30, a Faro Convention International Conference – Warm Up Meeting, que visa comemorar os 16 anos da Convenção de Faro sobre o Valor do Património Cultural para a Sociedade.

Nesta sessão, serão assinados memorandos de entendimento entre o Município de Faro, a Universidade do Algarve, a UNESCO – Chair on Heritage and Heritage and the Reshaping of Urban Conservation for Sustainability e a TU Delft Chairo n Heritage and Values (Países Baixos), que visam potenciar a colaboração e o aprofundamento desta temática no futuro e o desenvolvimento de um programa de ação para que em 2022 tenha lugar a primeira edição da Faro Convention International Conference.

Da parte da manhã, o evento vai contar com momentos dedicados a apresentações por parte de vários doutorandos (em língua inglesa) sobre temáticas como comunidades, sustentabilidade, participação e urbanismo.

Durante o período da tarde, será dinamizado um worskshop e um momento de debate (em língua inglesa) em torno do uso das tecnologias digitais no contexto do Património Cultural, tendo o projeto “Mi.Momo.Faro” como mote. Todo o evento acontecerá em formato híbrido, contando a sessão da manhã com transmissão em direto no canal de Youtube do Município de Faro (https://www.youtube.com/c/MunicípiodeFaro1540).

Recorde-se que a Convenção de Faro, assinada na cidade a 27 de outubro de 2005, sublinha a importância do património cultural enquanto parte integrante dos Direitos do Homem e da democracia, promovendo um entendimento alargado e interdisciplinar deste conceito e da sua relação com a sociedade.

A Convenção de Faro marca um ponto de viragem no pensamento patrimonial, ao entender o património cultural como uma matéria que é de todos e para todos, que deve ser responsabilidade de todos e onde todos têm o direito a participar, sendo isso inerente ao direito à participação cultural definida na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Com a criação de uma Conferência Internacional dedicada à Convenção de Faro, o Município de Faro e a Candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura 2027 pretendem assim promover esta valorização do papel individual e coletivo da sociedade no âmbito do património, que sem esta perde o seu verdadeiro sentido.

Ademar Dias

Partilha este artigo