Larga maioria das empresas voltou ao trabalho

O desconfinamento avança e a larga maioria das empresas começam a retomar a atividade.

Na segunda quinzena de maio, período que corresponde à segunda fase de desconfinamento, 92% das empresas já estavam a operar. No entanto, a maioria dizia ainda sentir o impacto negativo no seu negócio resultante das restrições impostas pela pandemia.

De acordo com o inquérito do Banco de Portugal e Instituto Nacional de Estatística, 73% das empresas reportaram um impacto negativo no volume de negócios, com o setor do Alojamento e restauração a ser aquele que reporta as maiores dificuldades.

“Os resultados do inquérito apontam para uma melhoria ligeira da situação das empresas na segunda quinzena de maio, refletindo o levantamento progressivo das medidas de contenção da pandemia”, pode ler-se no relatório.

“Comparando os resultados obtidos para abril, quando vigorava o estado de emergência, com os de maio, a melhoria é mais notória, com a percentagem de empresas em funcionamento a aumentar de 83% para 91%”, adianta ainda o relatório. 

 

Ademar Dias

Partilha este artigo