N Engenheiros

7 Maravilhas da Cultura Popular: Estoi e Bordeira entre os 140 finalistas regionais

Foi com grande orgulho e entusiasmo que a autarquia recebeu, no passado dia 7, a notícia da nomeação das Charolas de Bordeira e da Festa da Pinha para as 7 maravilhas da cultura popular. O Algarve teve, no total, 13 nomeados, estando estas duas grandes tradições do concelho entre os 7 finalistas da região selecionados.

Depois da organização das 7 Maravilhas de Portugal ter recebido 504 candidaturas ao seu concurso de 2020, o painel de especialistas, composto por sete elementos de cada um dos 18 distritos e duas regiões autónomas, elegeu 7 patrimónios de cada região, num total de 140 finalistas regionais, que participarão nas respetivas eliminatórias regionais, transmitidas a partir do dia 6 de julho na RTP1 e RTP Internacional.

Estas 20 finais regionais correspondem a 20 programas em direto, a transmitir no mês de julho, a partir dos municípios mais pequenos que estiverem a concurso, onde serão diretamente apurados os 20 vencedores, através do maior número de votos populares. Segue-se um programa de repescagem, a realizar no dia 16 de agosto, onde o voto popular decidirá quais os oito repescados, a partir dos 20 segundos classificados nas finais regionais.

Estes 28 semi-finalistas serão distribuídos por critérios de proximidade geográfica, em duas semi-finais, que irão apurar os 14 finalistas, que se realizarão nos dias 23 e 30 de agosto.

A Declaração Oficial das 7 Maravilhas da Cultura Popular – SICAL, no prime-time da RTP será efectuada a 5 de setembro.

 

Sobre os finalistas do concelho de Faro:

Bordeira, localidade da freguesia de Santa Bárbara de Nexe, é fortemente associada a uma rica história musical, que se traduz nas Charolas, cânticos tradicionais de ano novo. É também considerada a capital do acordeão e tem visto nascer, ao longo dos anos, muitos executantes e compositores de gabarito. As Charolas da Bordeira, com forte expressão no concelho, envolvem a população através de cantigas onde apresentam os seus votos para o ano novo e as críticas ao que no ano anterior se passou, através do despique e improvisação e ao som dos pandeiros, castanholas, ferrinhos e acordeões.

A aldeia de Estoi, situada na União de Freguesias de Conceição e Estoi, caracteriza-se pelo seu património cultural riquíssimo, de onde se destaca a Festa da Pinha, uma tradição secular de identidade genuína: velhos e novos, tratores, homens a cavalo com traje tradicional, bandas, lançamento de foguetes, desfile de carroças ornamentadas transportando homens com archotes e fogueira no largo da igreja atraem centenas de curiosos.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo