N Engenheiros

Castro Marim: A Casa do Sal acolhe a exposição "100 Memórias"

Em nota de imprensa, a autarquia de Castro Marim, recorda que “100 Memórias” nasceu no final do ano passado, com um repto lançado à população, para que cedessem estas recordações pessoais e/ou familiares ao Município. Inspirado na necessidade de preservar, tratar e divulgar a documentação histórica de Castro Marim, a autarquia de Castro Marim construiu uma narrativa cronologicamente contextualizada, que permite não só um resgate do passado, mas também a construção de um novo significado sobre o mesmo.

Na inauguração da exposição será também oficialmente apresentado o arquivo digital, posteriormente disponibilizado online numa plataforma internacional, homologada pela ATOM, e onde poderá pesquisar e consultar a documentação na posse do Município de Castro Marim. Esta documentação é uma parte do acervo com um extenso volume documental, pelo que a base de dados será periodicamente carregada e atualizada.

Assim, a autarquia apela  à comunidade para continuar a contribuir para este espólio, enviando as suas memórias, por empréstimo ou doação, através do email 100memorias@cm-castromarim.pt. A sublinhar que a iniciativa se dirige igualmente a entidades públicas que, através da sua atuação ao longo dos tempos ou o seu caráter funcional, tenham nos seus acervos culturais, elementos que manifestem grande preponderância para a sua constituição das memórias do concelho de Castro Marim.

Neste mergulho às memórias individuais e fragmentadas, foi também realizado um levantamento audiovisual sobre o património imaterial de Castro Marim, nomeadamente nas localidades do interior, onde a herança cultural está mais sujeita a desaparecer devido ao envelhecimento da população e à fraca densidade populacional. Além do trabalho preservação e valorização da consciência histórica do concelho de Castro Marim, este conjunto de registos constitui um verdadeiro roteiro cultural de referência que estimulará a visita à região e estará disponível na exposição através de uma Mesa Digital., adianta a mesma entidade.

O projeto das “100 Memórias de Castro Marim” é cofinanciado pelo Programa Interreg Espanha-Portugal 2014-2020, apoiado pela União Europeia, cofinanciado a 75% pelo FEDER, projeto 0131_FOURTOURS_5_E, e conta com a colaboração de todas as Juntas de Freguesia e da comunidade.

As visitas à exposição estão limitadas a grupos de 10 pessoas de cada vez, devido ao período de contingência vigente a partir do dia 15 de setembro, por resolução do Conselho de Ministros. Também por essa razão, no dia da inauguração, os convidados foram divididos em grupos de 10 pessoas, com 30 minutos de visita destinados a cada um. Conforme as diretrizes da Direção Geral de Saúde, é ainda obrigatório o distanciamento físico, o uso de máscara e a desinfeção regular das mãos.

Partilha este artigo