N Engenheiros

CE elege «Culatra 2030» como a iniciativa exemplo da estratégia de especialização inteligente no Algarve

O projeto CULATRA 2030, coordenado pela Universidade do Algarve, em parceria com a Associação de Moradores da Ilha da Culatra, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve) e o Município de Faro, foi selecionado pela Comissão Europeia como a iniciativa exemplo da estratégia de especialização inteligente no Algarve.

O artigo sobre o projeto, “A living lab for the sustainable energy transition ambition of the Algarve Region's S3”, já se encontra publicado na página da Comissão Europeia.

Para André Pacheco, coordenador do Projeto, “o valor da iniciativa Culatra 2030 reside na sua estratégia abrangente, que compreende vários aspetos da transição energética, incluindo questões sociais, como a pobreza energética”. Em vez do desenvolvimento de nova tecnologia em si, explica, “a perspetiva principal é o modelo holístico e o caráter de demonstração da iniciativa, que parte de um diagnóstico participativo feito à comunidade pela Make It Better, Associação para a Inovação e Economia Social, em colaboração com a academia, administração pública e empresas”. Para o investigador da UAlg, “após este diagnóstico inicial, um novo sistema de governança para a exploração participativa dos caminhos de transição foi implementado - o Comité Insular”. Segundo o mesmo “este modelo participativo está a revelar-se eficaz na melhoria da tomada de decisões, face à situação anterior, que se caracterizava por várias iniciativas dispersas e descoordenadas”. Na sua opinião “esta é uma iniciativa verdadeiramente ascendente, inspirada na abordagem da especialização inteligente, e que pode ser replicada em outras comunidades”.

Recorde-se que a Ilha da Culatra é uma das seis ilhas piloto que recebeu apoio do Secretariado Europeu para a energia limpa nas ilhas para a criação de uma Agenda de Transição Energética nesta ilha da Ria Formosa, no Algarve. O objetivo principal é posicionar a região como centro de excelência em investigação e formação em energias renováveis. Pretende-se ainda criar pontes efetivas entre a comunidade local, a investigação no setor renovável e as empresas, promovendo a sustentabilidade ambiental e a adaptação da ilha às alterações climáticas.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo