N Engenheiros

CHUA visita exposição «A saúde de uma comunidade: Loulé na 1ª metade do século XX»

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) realiza, no próximo dia 20 de novembro, uma visita à exposição «A saúde de uma comunidade: Loulé na 1ª metade do século XX», patente no Museu de Loulé. Esta visita decorre no âmbito do projeto «Hoscult – Património Saúde, promovido pelo Gabinete de Comunicação e Relações Exteriores do CHUA, que tem como objetivo envolver a comunidade Hospitalar através da valorização da história e património ligado à saúde na região do Algarve.

Na exposição «A saúde de uma comunidade: Loulé na 1ª metade do século XX» serão dados a conhecer, pelo organizador e investigador João Sabóia, os cuidados de saúde no concelho de Loulé, num tempo em que os hábitos de higiene eram praticamente inexistentes, contribuindo para a proliferação de diversas doenças. Esta exposição, que ganhou uma menção honrosa na categoria de Exposições Temporárias, na cerimónia anual de atribuição dos prémios da APOM – Associação Portuguesa de Museologia, expõe a ação da autarquia na defesa e promoção da saúde dos seus munícipes, bem como o importante papel desempenhado pelos médicos municipais em prol da saúde pública.

O ponto de encontro da visita será na Porta principal da Câmara Municipal de Loulé, às 9h50, e conta com a orientação de Cristina Fé Santos, do Gabinete de Comunicação do CHUA.

A participação é gratuita e aberta à comunidade hospitalar, sendo as inscrições limitadas a 20 pessoas. A inscrição deve ser realizada até ao dia 18 de novembro (neste link: https://forms.office.com/pages/responsepage.aspx?id=CEbIIh3wxUaAJGPMli5fUSdeNZh1E5JIlUJxH_NXxWNURDNPQzNTWksxMEVLQlhMVU9TNjNNWTZSOC4u) ou através do número 967 130 139.

 

Visitas «Hoscult – Património Saúde»

Esta é a terceira visita realizada no âmbito do projeto «Hoscult – Património Saúde». A primeira visita decorreu em Setembro e teve como temática a qualidade do ar em São Brás de Alportel, que inspirou o investimento em saúde neste concelho, que assistiu ao longo do séc. XX à construção de quatro hospitais, o Sanatório Carlos Vasconcelos Porto (SCVP) inaugurado em 1918, com a finalidade de tratar os ferroviários portadores de tuberculose.

A segunda visita realizou-se no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Alimentação, que se assinalou no dia 16 de Outubro, ao Centro de Experimentação Agrária de Tavira.

Este ciclo de visitas está integrado na estratégia de valorização do património cultural do CHUA, uma das áreas departamentais do recém-criado Departamento de Ensino, Inovação e Investigação.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo