N Engenheiros

Faro: exposição “Corpo, Cavalo, Figura” de Sergio Romero Linares no Museu Municipal

“Corpo, Cavalo, Figura” é o nome da exposição de Sergio Romero Linares que está patente no Museu Municipal de Faro.

É então exibindo pintura e desenho deste artista sevilhano que encerra o ciclo de arte contemporânea Eklektikós, organizado pela Artadentro.

Da secular tradição da pintura em Sevilha, a obra de Sergio Romero Linares radica-se no período Barroco e, sobretudo, na obra de Francisco de Zurbarán — o uso que Linares faz do negro, recorda-nos o exarcebar do claro/escuro caravagesco que veio a ser conhecido por Tenebrismo e que, a par dos valencianos Francisco Ribalta e José de Ribera, teve em Zurbarán o seu expoente sevilhano. Contudo, as suas obras de técnica refinada, retratando pessoas ou, como nesta mostra, também cavalos, recusam a agitação barroca para se concentrarem na densidade emotiva de um momento especial, sabiamente composto e revelado pelo artista.

Em “Corpo, Cavalo, Figura”, temos a oportunidade de admirar uma obra em que, como tantas vezes aconteceu, Sergio Romero Linares recupera fórmulas do passado, actualizando-as de modo a servir exigências do presente.

Para ver até ao dia 6 de março.

 

Sobre o artista:

Sergio Romero Linares (Sevilha, 1991), foi bolseiro Erasmus na Accademia di Belle Arti de Roma, Italia em 2013/14 e, em 2015, é Graduado em Bellas Artes pela Facultad de Bellas Artes de la Universidad de Sevilla. A sua formação continua entre Espanha e Itália: obtendo a bolsa da Fundación Antonio Gala para Jovens; realizando o Criadores; o IV Curso de Realismo y Figuración a cargo de Antonio López García; e uma residência artística no Palazzo Monti, em Itália. A sua obra, que obteve já vários prémios, integra várias colecções institucionais particulares e públicas, tem sido exibida em Espanha, Itália, Estados Unidos e chega agora a Faro.

 

 

Ademar Dias

Partilha este artigo