Rota do Petisco 2021

Faro: Tribunal de Contas dá “luz verde” à construção do Centro Cultural e de Inovação de Bordeira

O Município de Faro informa que o Tribunal de Contas já atribuiu o visto favorável ao contrato para a construção do Centro Cultural e de Inovação de Bordeira, na freguesia de Santa Bárbara de Nexe. Esta empreitada, cuja adjudicação foi aprovada pela Câmara Municipal no dia 8 de setembro de 2020, vai implicar um investimento da autarquia de 1.418.327,01 euros, mais IVA à taxa legal, e tem um prazo de execução de 540 dias.

A construção desta infraestrutura foi adjudicada ao concorrente Martins Gago & Filhos, Lda, e prevê a implementação de um edifício de âmbito cultural e recreativo – que inclui um Museu da Pedra e Museu do Acordeão – com o intuito de promover e divulgar a identidade desta povoação, através de manifestações artísticas no âmbito da música, teatro e trabalhos de cantaria.

No espaço exterior, haverá um espaço destinado a bar, uma esplanada, e uma área destinada à exposição de peças de cantaria de maior porte.

Recorde-se que o financiamento desta empreitada está garantido através do empréstimo a médio e longo prazo no montante de 4.801.000 euros, aprovado e com visto favorável do Tribunal de Contas de 30 de outubro de 2019, a pagar, em condições favoráveis, num prazo de 12 anos.

Além desta empreitada, este financiamento visou ainda a concretização de um conjunto de intervenções cruciais para o desenvolvimento do território e para a melhoria da qualidade de vida dos farenses, nomeadamente o Centro de Recolha Oficial de animais (obra já adjudicada e em curso), a primeira fase da futura 3ª Circular (desde a Avenida 25 de abril à Estrada da Penha), a requalificação da centenária Alameda João de Deus (já em curso) e a requalificação da Mata do Liceu (cuja consignação dos trabalhos aguarda igualmente visto favorável do Tribunal de Contas, por se tratar de um contrato com um valor superior a 950 mil euros). Neste caso, a proposta aprovada pela autarquia a 21 de setembro do ano passado, coube à empresa Arquijardim, S.A., e tem um valor de cerca de 1 milhão de euros.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo

N Engenheiros