N Engenheiros

Jogos Olímpicos: tavirense José Costa e Jorge Lima garantem diploma na vela

José Costa e Jorge Lima terminaram o concurso de vela 49er no sétimo lugar, depois de sofrerem uma penalização na regata das medalhas dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A dupla portuguesa entrou na regata decisiva na sexta posição, mas cederam um lugar devido a uma penalização. Somaram 94 pontos ao longo da prova, a 24 do pódio, e conseguiram assim o sétimo diploma da comitiva de Portugal.

A prova foi conquistada pelos britânicos Dylan Fletcher e Stuart Bithell, enquanto os neozelandeses Blair Tuke e Peter Burling alcançaram a prata e os alemães Erik Heil e Thomas Ploessel o bronze.

De resto, José Costa e Jorge Lima igualaram a melhor prestação lusa de sempre em 49er, depois de nos Jogos de 2000, em Sydney, Afonso Domingos e Diogo Cayolla também terem terminado da sétima posição.

Ainda assim, Lima revelou que Portugal já pediu para rever as imagens da prova para pelo menos «tentar esclarecer e protestar» a penalização aplicada.

«A prestação a nosso ver foi excelente, não acima das expectativas, sabíamos do nosso potencial. É um grande resultado, um diploma olímpico é sempre louvável, um resultado honroso de que estamos orgulhosos, e agradecidos a todos os que nos apoiaram», afirmou o velejador.

Por seu turno, o tavirense José Costa disse que este resultado «vem comprovar o que já sabíamos, sentíamos e esperávamos. Temos um quinto no Europeu, no Mundial, temos os melhores resultados da história de Portugal na embarcação. Queríamos deixar a nossa marca nos Jogos também, e já no Rio2016 queríamos isso. (...) Queríamos vir aqui corrigir esse mal-entendido entre nós e a classificação (do Rio). E conseguimo-lo, através de muito trabalho».

 

Ademar Dias

Partilha este artigo