SulOffice.pt

Laço Azul alerta estudantes olhanenses para os maus tratos

Abril é o mês da prevenção dos maus tratos na infância. Para comemorar a data, o Município, juntamente com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Olhão, realizou durante o dia de hoje, no Estádio Municipal da cidade, um Laço Azul solidário.

Esta iniciativa contou com cerca de 2600 alunos de todas as escolas do concelho, vestidos de azul, e juntos formaram um laço gigante que simboliza a luta contra os maus tratos infantis.

Uma jovem participante, aluna do Agrupamento de Escolas Professor Paula Nogueira, referiu-se a este como “um dia importante que deve ser relembrado para prevenir os maus tratos às crianças”. Um testemunho que demonstra o conhecimento e a sensibilidade para o tema entre os mais jovens.

A ocasião contou com a presença da vereadora do Município de Olhão Elsa Parreira, com o pelouro da Educação, que se fez acompanhar pelo restante executivo municipal. A autarca, também ela professora, agradeceu a “colaboração de todos os envolvidos nesta ação de sensibilização, pois devemos tomar consciência dos maus tratos, e não é só nos jovens, mas também junto dos mais velhos”.

O presidente da CPCJ, Sabino Soares, por sua vez, referiu-se à “importância deste evento pela elucidação para a proteção das crianças”.

Esta campanha de prevenção iniciou-se há 34 anos quando uma avó, para homenagear os seus netos mortos, ambos vítimas de maus tratos infantis, colocou uma fita azul na antena do seu carro. A cor foi escolhida por simbolizar o tom das lesões nos corpos das crianças, de forma a relembrar a luta e a sua proteção contra os maus tratos.

Neste mês, em todo o mundo, as pessoas juntam-se para criar laços humanos azuis com o objetivo de consciencializar os mais novos, mas não só, para os maus tratos na infância.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo