N Engenheiros

Loulé: Estratégia Local de Habitação avança

Já iniciou o processo para a concretização das ações previstas na freguesia de Salir no âmbito da Estratégia Local de Habitação, com a aprovação em reunião de câmara da abertura de concursos públicos para a construção de 17 fogos habitacionais.

Os três lotes onde irão nascer as 17 moradias localizam-se na Fonte da Rata, junto a outros equipamentos como a Escola EBI Prof. Sebastião Teixeira e o Centro Comunitário.

Os lotes 1 e 2 integram 12 fogos no total e representam um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros. Estes edifícios de habitação coletiva em banda fazem parte dos vários projetos previstos para o concelho de Loulé, ao abrigo do protocolo celebrado recentemente com o IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, no âmbito do Programa “1º Direito”.

Relativamente ao lote 3, este contempla 5 fogos de renda acessível, num valor total de cerca de 600 mil euros. Pois, para além de pretender assegurar uma habitação para a população mais carenciada (arrendamento apoiado), estas construções permitirão igualmente criar condições de acesso à habitação em arrendamento acessível à classe média, aos jovens, ou a alguns profissionais deslocados para a região como médicos ou professores que tenham dificuldades em encontrar alojamento no mercado.

Entretanto na próxima sessão ordinária da Assembleia Municipal será submetido a aprovação o Regulamento que permite definir os critérios para quem pretender candidatar-se ao acesso à habitação no Município de Loulé.

Recorde-se que a Estratégia tem como grande meta o apoio direto a 1400 agregados familiares, até ao ano de 2030.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo