N Engenheiros

Olhão: desmatação e remoção de plantas invasoras na Ilha da Armona

Nos últimos meses, a Ilha da Armona ficou ainda mais bonita, fruto do trabalho de desmatação e remoção de plantas invasoras desenvolvido pelo Município de Olhão. Foram removidas sobretudo duas espécies, o chorão das praias e a acácia, numa intervenção que abrangeu uma área com cerca de 7.000 metros quadrados, o que permitiu aumentar em 3.000 metros quadrados a zona de areal.

Durante esta intervenção realizada pelo Município, foram ainda retiradas da zona de praia 20 toneladas de resíduos de demolições e construções, encontrados durante o decorrer das limpezas.

Os trabalhos desenvolvidos pelo Município na Ilha da Armona permitiram ainda, através da desmatação na zona interior da ilha, a criação de faixas de contenção junto às habitações ali existentes, minimizando assim o risco de incêndio. Todos estes resíduos verdes foram triturados na própria ilha.

Esta intervenção foi de extrema importância dado o problema que representam as plantas invasoras, que devem ser controladas a todo o custo. Espalham-se rapidamente, competem pelos recursos naturais e tornam-se numa ameaça para outras espécies, habitats e ecossistemas. A multiplicação das espécies invasoras promove, com frequência, prejuízos ambientais e socioeconómicos, podendo ainda constituir um risco para a saúde.

Os trabalhos na zona de frente de praia ficaram concluídos no início deste ano, com a remoção dos chorões, a limpeza dos resíduos encontrados enterrados, as embarcações ali existentes foram sinalizadas pela Capitania do Porto de Olhão e os detritos recolhidos e transportados para aterro.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo