SulOffice.pt

Portugueses querem gastar menos na Black Friday e no Natal

Este ano os portugueses deverão dar prioridade às compras online, até porque vivemos em contexto de pandemia, mas em comparação com o ano anterior o que se espera é que as despesas sejam mais reduzidas, de acordo com a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO).

Dados da DECO revelam que apenas 21% dos inquiridos preveem fazer compras no período da Black Friday deste ano (fim de semana de 27 a 29 de novembro), menos 20%, aproximadamente, face a 2019.

Relativamente ao Natal, 85% pretendem salvar o espírito natalício das garras da pandemia, dando presentes. No entanto, a percentagem é mais baixa do que em 2019, ano em que atingiu os 91%.

"Além disso, a maioria dos portugueses inquiridos pretende gastar menos na black friday, face a 2019. No entanto, no Natal, as percentagens dividem-se entre manter as despesas semelhantes às do ano anterior e diminuir os gastos. Regra geral, a tendência é para poupar", refere a DECO.

Relativamente aos valores, no período da Black Friday, os portugueses preveem gastar, em média, 180 euros. 53% dos inquiridos contam desembolsar até 100 euros, sendo que 29% pretende gastar mais de 200 euros. Já no Natal, a média do valor que os portugueses preveem gastar é maior: 264 euros. 30% preveem gastar até 100 euros e 40% conta gastar mais de 200 euros. 

 

Ademar Dias

Partilha este artigo