N Engenheiros

Quarteira: Guilherme Gonçalves faz “Mea Culpa” com exposição na Praça do Mar

O artista plástico Guilherme Gonçalves irá exibir o seu trabalho na sua terra natal, a cidade de Quarteira. Até 22 de janeiro, a exposição “Mea Culpa” pode ser vista na Galeria de Arte da Praça do Mar.

"Mea Culpa", em português "Minha Culpa", é uma expressão com origem latina que significa o ato de confessar a culpa, de assumir um erro ou de se responsabilizar por falhas. Com este corpo de trabalho, o artista confessa a sua culpa pelo modo como observa e pensa o mundo ao seu redor.

A exposição de Guilherme Gonçalves traz à vida real a textura do cru do nu dos seus pensamentos e reflexões. As suas obras respiram um pouco da rua, têm o arrepio da sua vida e vivência incutidos, muitos dos momentos que acontecem no seu meio social e pessoal onde o artista adora inspirar-se. Guilherme é um contador de histórias; posto isso vem transformar os rostos de pessoas em personagens, onde lhes atribui um novo conceito, uma nova vida e uma nova história. "Mea Culpa" é o partilhar da culpa entre o artista e o espectador sem que existam quaisquer arrependimentos. É uma espécie de "Sorry Not Sorry" na verdade. “Perdoem o artista por pensar desta forma mas é assim que o mesmo pensa e entende o universo. Na verdade ele nem quer saber”.

Nascido em 1993, em Quarteira, Guilherme Gonçalves é formado em Artes Visuais, pela Universidade do Algarve.

É membro do coletivo artístico Artistas Contemporâneos Algarvios, formado por quatro artistas que teve início em 2016. É também membro da Policromia Associação Cultural, associação à qual se vinculou este ano.

Nos últimos anos tem feito um percurso notório, tendo exposto o seu trabalho em espaços como a Fábrica do Braço de Prata, em Lisboa (2020), Centro Cultural da Malaposta, em Odivelas (2021), Galeria Lady in Red, em Lagoa (2019-presente), Associação 289, Faro (2021), etc..

A exposição “Mea Culpa” tem o seguinte horário de visita: de terça-feira a sábado, das 9h30 às 13h30 e das 14h30 às 17h30. 

 

Ademar Dias

Partilha este artigo