N Engenheiros

Ranking internacional volta a destacar compromisso com Desenvolvimento Sustentável da UAlg

A Universidade do Algarve integra pela segunda vez o Times Higher Education Impact Rankings, que avalia a nível global o desempenho e contributo das universidades para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas. A UAlg melhorou o seu desempenho, ficando na posição 101-200 na classificação geral do THE Impact Rankings, de entre 1115 IES de 94 países, mais 349 IES e 9 países do que na edição anterior, que cumpriram os requisitos de inclusão.

Mais de 1154 instituições de Ensino Superior (IES) de 94 países submeteram informação para este ranking.

Nesta terceira edição o ranking contabiliza dados para a totalidade dos 17 ODS. Cada objetivo tem várias métricas específicas associadas, que medem o impacto das IES para a prossecução desse ODS. As universidades podem enviar dados para o número de ODS que desejarem, mas para serem incluídas no ranking global os requisitos são a submissão de dados para um mínimo de 4 ODS, sendo que o objetivo 17, que contabiliza as parcerias para o desenvolvimento dos objetivos, é obrigatório.

A UAlg foi avaliada em 16 dos 17 ODS, tendo obtido como classificação global de 79.2 em 100. Para esta classificação foram tidos em conta três dos ODS onde a UAlg obteve melhor classificação. A Academia destacou-se no ODS 10 – Reduzir as desigualdades (72,4), ficando na posição 79 em 669 IES que apresentaram evidências de contributos para este objetivo; ODS 15 – Proteger a vida terrestre (74,6), ocupou a posição 48 em 402 IES, ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes (83,9), na posição 16 em 653 IES, e o ODS 17 - Parceria para a implementação dos objetivos (65,7), ocupando a posição 201-300 em 1154 IES.

Neste ranking, que avalia as universidades pela forma como estas contribuem para a sociedade, as instituições são avaliadas tendo em conta três indicadores: a investigação, que produz conhecimento para ajudar a resolver os problemas do mundo; a administração, que deve gerir bem os recursos; e a ação direta, ou seja, a forma como a universidade atua na sociedade.

Relativamente aos ODS em que a UAlg se destacou, o ODS 10 – Reduzir as desigualdades mede a investigação das IES sobre esta temática, bem como o seu contributo para a igualdade de oportunidades e para inclusão social, económica e política de todos. O ODS 15 mede o contributo da UAlg para a conservação, recuperação e uso sustentável de ecossistemas terrestres e água doce e no combate à desertificação à gestão sustentável de ecossistemas, nomeadamente através da sua investigação e ação. O ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes mede a investigação das IES neste tópico, bem como as suas políticas para garantir a igualdade de acesso à justiça, para a redução de todas as formas de violência e o seu compromisso na promoção do Estado de Direito, a nível nacional e internacional.

A inclusão neste ranking e os resultados obtidos são uma grande conquista para a UAlg porque é reconhecida como pioneira a nível global, demonstrando o seu compromisso não só em apoiar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável através do ensino, investigação e transferência de conhecimento, mas também em incorporar estes objetivos nas principais linhas orientadoras da Instituição.

Mais informação sobre este ranking pode ser consultada em https://www.timeshighereducation.com/impactrankings#!/page/0/length/25/sort_by/rank/sort_order/asc/cols/undefined

 

Ademar Dias

Partilha este artigo