N Engenheiros

São Brás de Alportel associa-se a campanha contra tráfico de seres humanos

O Município de São Brás de Alportel integra a Rede Regional do Algarve de Apoio e Proteção a Vítimas de Tráfico de Seres Humanos e neste âmbito associa-se à campanha de sensibilização “Vendem-se vidas, compram-se corpos!”, que a Equipa Multidisciplinar Especializada (EME) do Algarve, lança a 18 de outubro, Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos.

Uma data instituída pela União Europeia em 2007, altura em que Portugal detinha a Presidência da União Europeia e colocou o foco sobre o tráfico de seres humanos, como uma das mais graves formas de violação da dignidade das pessoas.

A campanha agora lançada pretende divulgar a nível regional, e em diversos idiomas, os possíveis sinais de tráfico de seres humanos e informações sobre como os cidadãos devem proceder perante a suspeita de um caso.

Em São Brás de Alportel, os cartazes serão divulgados em diversos espaços de atendimento ao público e de maior afluência de munícipes, assim como nas redes sociais do Município.

10 sinais de alerta do tráfico de seres humanos:

· Ausência de documentos de identificação e/ou viagem;

· Dificuldade em comunicar em português;

· Sempre acompanhado/a por alguém;

· Evita o contacto visual;

· Recusa a ajuda oferecida;

· Respostas instruídas por terceiros;

· Aparenta estar a ser controlado/a por alguém;

· Hematomas e/ou sinais de agressão física;

· Sinais de exaustão, medo, tristeza, ansiedade e/ou desconfiança;

· Tatuagens e/ou outras marcas que identifiquem que é “propriedade” de alguém.

Perante estes sinais, qualquer cidadão, pode ligar em qualquer dia ou hora da semana para a Equipa Multidisciplinar Especializada da Rede Regional do Algarve de Apoio e Proteção a Vítimas de Tráfico de Seres Humanos: 918 882 942.

Uma iniciativa cofinanciada pelo Governo Português através da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género.

 

Ademar Dias

Partilha este artigo